Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

"Tales for The Ones in Love"

An international blog about literature and ecocriticism. Here I include my own lyrics, by Rui M. and also the work of others, from 4 to 24 each month 2018: new contributions sent to ruiprcar@gmail.com Periodical Art contests and Critics. Thanks. Arigatou

"Tales for The Ones in Love"

An international blog about literature and ecocriticism. Here I include my own lyrics, by Rui M. and also the work of others, from 4 to 24 each month 2018: new contributions sent to ruiprcar@gmail.com Periodical Art contests and Critics. Thanks. Arigatou

02.07.18

2nd July 2018 - Poetry and translation

talesforlove

This month we present the translation of two poems by Brazilian poets.

 

First the poem by Ricardo de Souza, mentioning a positive world made of love and peace, regardless the duties, doubts and uncertainties...

 

Yes, always yes, by Ricardo de Souza


I live in the world of duties, doubts, uncertainties, taxes,
I live in the world of wars, of individualism, with lack of ideas,
I live in the world of beautiful landscapes, kind people, balance, love and peace,
I live in the world where complaining does not solve,
I come to this world with the poor purpose of leaving the little knowledge I know,
I come to this world with the duty of change, innovation, vision of the future for the quality of life of many,
I come to leave my name written in the memory of those I can reach.

 

The same poem in Portuguese:

 

Sim, Sempre Sim

 

Vivo no mundo de deveres, dúvidas, incertezas, impostos,

Vivo no mundo de guerras, de individualismo, afogado na pobreza de espírito,

Vivo no mundo de paisagens bonitas, pessoas bondosas, equilíbrio, amor e paz,

Vivo no mundo aonde reclamar não resolve,

Venho a este mundo com o pobre objetivo de deixar o pouco conhecimento que sei,

Venho a este mundo com o dever de mudança, inovação, visão de futuro em prol da qualidade de vida de muitos,

Venho deixar o meu nome escrito na memória dos que eu puder alcançar.

 

 A poem by the Brazilian poet Maria Coquemala.

MY SOUL


Light, my soul gets free and grows.
My soul that has never been so joyful,
who abandons this departing body.
       My soul transcends, advances in space ...
       Driven by the wings of desire, go to the infinite ...
       My soul goes through the rainbow.
       and is painted with the colors of joy.
All the painful memories are erased.
Silence for ever the voices of longing,
of sorrow, of pain, of suffering.
      They reveal themselves to my soul,
      the secrets of the Universe ...
      There are no unanswered questions.
      There is no longer body, agony and death.
And my whole soul, without cuts,
fulfill all my fantasies.
Reason and feeling merge in harmony.
     My walking soul advances in infinity
     unraveling paths in eternity.


Note: in the book "Pulsar" (2015), All Print Editora, São Paulo, Brazil

 

Original in Portuguese:

 

MINHA ALMA


Leve, minha alma se liberta e cresce.
Minha alma que nunca esteve tão alegre,
que abandona este corpo que se esvai.
      Minha alma transcende, avança no espaço...
      Levada pelas asas do desejo, ruma ao infinito...
      Minha alma atravessa o arco-íris
      e se pinta com as cores da alegria.
Apagam-se todas as lembranças doloridas.
Silenciam para sempre as vozes da saudade,
da tristeza, da dor, do sofrimento.
     Vão-se revelando à minha alma,
     os segredos todos do Universo...
     Já não há perguntas sem respostas.
     Já não há corpo, agonia e morte.
E a minha alma inteira, sem recortes,
realiza todas as minhas fantasias.
Razão e sentimento se fundem em harmonia.
    Minha alma andarilha avança no infinito
    desvendando veredas na eternidade.


Nota: no Livro "Pulsar" (2015), All Print Editora, São Paulo, Brasil

 

Enjoy your readings and writings.

Bests.

27.11.14

No Museu do Fado

talesforlove

Boa tarde caros amigos, informo que o livro que deu origem a este blog ainda se encontra à venda, em papel, no Museu do Fado, em Lisboa, e ainda nas Bibliotecas de Arganil e Coja. O livro chama-se: "Tales for The Ones in Love".

Além de um conjunto de contos, o livro contém também dois poemas originais.

Agora que o Natal e o Final do Ano se aproximam aproveito para vos agradeçer por continuarem a ler e bisbilhotar este blog :). Muito obrigado e até breve.

15.02.13

Livro à venda em Lisboa

talesforlove

Boa tarde a todos,

informo, a quem não saiba, que o meu livro em Lisboa se encontra à venda em:

"O Alfarrabista" (Baixa - Rua da Madalena), "Museu do Fado" (Alfama) e "El Corte Inglés" (Praça de Espanha).

 

Chama-se "Tales for the Ones in Love"

 

Obrigado e cumprimentos,

 

Dear Friends,

in Portugal, my book is for sale in Lisbon and Arganil.

Best regards,

 

11.01.13

Vida e Literatura 2

talesforlove

Caros amigos, boa noite.

Hoje é um daqueles dias em que aqui deixo algumas palavras sobre a literatura. Espero que apreciem e comentem.

A literatura, pode ser vista, no meu entender, como uma forma de ir buscar aquilo que não temos ou que não encontramos ao nosso redor.

Talvez eu esteja a exagerar, poderão pensar algumas pessoas ao ler estas linhas mas, se pensarmos bem, porque razão o fantástico tem tanto sucesso, enquanto estilo literário, num mundo que tende a ser mais uniformizado ainda que a inovação (e a acção de ser diferente) seja apreguada como algo a seguir? Igualmente, porque motivo os romances são capazes de captar tantos leitores num contexto em que os divórcios são tão frequentes? Eu não tenho certezas mas, que a hipótese de uma busca interior não é descabida, isso não é...

Até breve, e boas leituras!

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

search!

Promotion of Blogs - One

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D