An international blog about literature and ecocriticism. Here I include my own lyrics, by Rui M. and also the work of others, from 10 to 14 each month 2017: new contributions sent to ruiprcar@gmail.com Periodical Art contests and Critics. Thanks. Arigatou

29
Jun 14

Utopia, na feira do livro, foi o cheiro fétido a sonhos impossíveis mas, também, as flores sozinhas, abandonadas no chão, no seu azul arroxeado, bêbado do cheiro a pólen, capazes de se prostrarem à minha beira, na sua inocência indecente...

 

Sonhos loucos de Verão, aprisionados num recipiente de papel, como batatas fritas com molhos, ali devoradas por mim, para no fim sobrar apenas uma recordação, um céu quente, com uma cor sem nome... sem palavras que a descreva. Um símbolo daquele caminho que as palavras não nos permitem seguir. Tão só um sonho, desprezado por muitos mas, não por mim, durante aquela visita apaixonada.

 

[continua]

published by talesforlove às 18:56