This is an international blog about literature and lyrics. Here I include my own lyrics, by Rui M. but also the work of others, specially those authors at Rui M. Publishing. Periodical art contests and comments are a reality. Obrigado. Thanks. Arigatou

14
Out 12

As palavras são como pequenas gotas de orvalho. Quando começam a cair nós nunca sabemos para onde vão, para onde nos levam ou que desenho procuram elaborar. Assim, são as palavras da poesia que se inicia ou da história que pretendemos contar: parece que têm vida própria, parece que são parte de nós mas vão livres como o ar que expiramos... A única diferença que lhes encontro é que a nossa respiração é sempre quente e elas podem ser frias, pois um final feliz não é garantido. Até parece que os escritores estão, de novo, apenas sugeitos ao apoio e gosto de um mecenas.

published by talesforlove às 20:57

07
Out 12

Dear friends, this is the first of a group of posts (I want to believe it is) about life and literature. To begin with I would like to tell you that I think literature should be as sugar to life, because it can ad magic and good feelings. For me literature is something that can make us think but should be essentially to make us feel better. It should be able to produce a blue mist as we felt during adolescence as Leon Tosltoy might believe.

Next day I will talk more about this.

Please come here always.

Regards

published by talesforlove às 23:07

published by talesforlove às 22:56

Caros amigos, hoje decidi deixar aqui, pela primeira vez, a minha opinião sobre a literatura e a sua relação com a vida. Espero que seja o primeiro de muitos "posts" sobre este tema:

Na minha opinião, a literatura é uma espécie de açúcar para a vida, no sentido em que lhe acrescenta uma tentativa de auréola de magia que supostamente nos deve fazer sentir bem. Evidentemente, a literatura não é necessária à vida... para muitas pessoas esta é uma realidade pois não têm por hábito ler ou mesmo preocuparem-se com questões filosóficas, algo que me parece ser uma espécie de alavanca para algo mais, o qual pode ser o acto de ler. Mas mesmo essas pessoas não se livram daquilo a que podemos chamar de grande família da arte à qual a literatura pertence. Com efeito, podemos imaginar um mundo sem preocupações artísticas e podemos admitir que seria bem mais caótico, o quer que isso signifique. Quando olhamos para o universo sentimos a sua beleza, frequentemente sob a forma de padrões, mas ai não houve a mão humana. Quando há a mão humana, se essa mão se preocupar sobretudo com a utilidade, então eu não sei o que esperar... uma beleza sem padrões, uma cor sem razão de ser e sem capacidade de nos estimular?

Para terminar, por hoje, eu diria que a literatura, para uma parte significativa dos leitores deste blog é uma espécie de tentantiva inconsciente para alcançar a névoa azul que Leão Tolstoy identificou no contexto da adolescência. Sim, algumas coisas queremos, ainda que sem pensar nisso, que sejam eternas.

Continuo outro dia.

Um abraço a todos e voltem sempre.

published by talesforlove às 22:06

Outubro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


Ads
Blog directory
subscrever feeds
O tempo/The time
Visitor Locations
Locations of visitors to this page
search
 
search!
Bidvertiser Ads
Blog directory
Bidvertiser Referral
Promotion of Blogs - One
blogs SAPO